Os “meus” dois candidatos às presidenciais, ou um resumo muito breve do que eu acho sobre tudo isto

As eleições presidenciais estão a dois dias de distância e urge saber em quem votar. Tenho vindo a pensar muito sobre o tema, sobretudo porque tenho feito muita pesquisa, e continuo sem me sentir 100% iluminada. Para mim, o que me pesa mais na decisão é o background de cada candidato.

Quem me conquistou o coração nesse sentido foi Edgar Silva. Não sei porque é que não tem mais projecção. Praticamente tudo o que li sobre ele me agradou. Acho interessantíssimo o percurso dele até agora, defendo os ideais que ele defende e a sua atitude inspira-me confiança. Parece-me um homem transparente, humilde, competente e justo. Eu não sou capaz de situar-me concretamente em termos de política, mas sei que caio mais para o lado de Edgar Silva, ou seja, Partido Comunista – o que, infelizmente, é para a maior parte das pessoas uma desvantagem. Porque os comunistas comem bebés ao pequeno almoço, etc. E se depois juntamos “católico” à brincadeira, pronto, toda a gente a fugir. No entanto, embora ache que o background político deve ter alguma relevância, não estamos a votar em partidos e sim em pessoas. Não se esqueçam disso. E este candidato, como pessoa, parece-me extremamente sábio. Edgar Silva denunciou casos de pedofilia com os meninos de rua no Funchal no final dos anos 80, lutando para tirar as crianças da rua. Deixou de ser padre por estar desiludido com o sacerdócio. Destaco esta entrevista, na qual ele explica que foi criticado pelas pessoas por ter escolhido o PCP, ao que respondia ‘Acham que nesta opção de estar do lado de quem é mais explorado fazia sentido eu estar no partido chefiado pelos vossos patrões, por aqueles que vos exploram?’. NA MUCHE! Já agora leiam também esta.

O outro candidato que me intriga é Sampaio da Nóvoa. Há quem pense que Sampaio da Nóvoa fica a perder por nunca ter tido um percurso na política. É, aliás, a principal coisa que Marcelo Rebelo de Sousa nos quer obrigar a ver. Eu encaro esse suposto “lapso” de SN com bons olhos. Confesso que me deixo encantar pela ideia que ele transmite da política precisar de uma renovação. É uma ideia com a qual concordo e que espero que se cumpra pela positiva. Acho que é um candidato forte, gostei de o ver nos debates mas continuo com algum receio, unicamente porque Sampaio da Nóvoa não se posiciona tanto à esquerda quanto eu e senti que não me dava as respostas de que eu precisava. Na verdade, verifiquei o mesmo com praticamente todos os candidatos. O discurso político é algo que na generalidade me angustia, porque é cheio de diplomacias e expressões politicamente correctas, a pedir um tradutor. Receio que a propaganda de Sampaio da Nóvoa tenha um cheirinho a mentira dissimulada. No entanto, um amigo em quem confio muito disse-me que o conhece bem, que já o viu trabalhar e que é uma pessoa honesta e verdadeira, que quer mudar o estado de coisas e cuja verdadeira preocupação são os interesses do país (e não os favores, encher os bolsos, etc). Vale o que vale.

Por isso, quero tirar votos ao Marcelo Rebelo de Sousa, a quem saiu o tiro pela culatra N vezes, ao mesmo tempo que voto no ex-padre comuna e essa tarefa talvez não seja fácil. De qualquer das formas, este domingo não se abstenham de exercer o vosso direito de voto!

Finalmente, mais informação sobre todos os candidatos (não filtrada por mim) aqui e aqui.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s